Ferramentas Pessoais

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Seções
Você está aqui: Página Inicial / Notícia

Notícia

Nota Pública

por Assessoria de Comunicação Rede Unida última modificação 09/12/2016 19:31
A Associação Brasileira Rede Unida vem denunciar a realização de uma operação da Polícia Federal desencadeada na manhã de hoje, dia 09 de dezembro de 2016, em que foram presos temporariamente e alvo de condução coercitiva alguns professores universitários, pesquisadores e servidores vinculados a instituições de ensino de Porto Alegre.


A Associação Brasileira Rede Unida vem denunciar a realização de uma operação da Polícia Federal desencadeada na manhã de hoje, dia 09 de dezembro de 2016, em que foram presos temporariamente e alvo de condução coercitiva alguns professores universitários, pesquisadores e servidores vinculados a instituições de ensino de Porto Alegre.

Alguns dos envolvidos são pesquisadores de renome nacional e internacional, que têm uma expressiva contribuição acadêmica e uma longa trajetória de defesa do Sistema Único de Saúde, inclusive com uma histórica contribuição com a Rede Unida e outras entidades da Saúde Coletiva. Também, são pessoas que têm se posicionado fortemente contra o governo golpista que se instalou no nosso país, bem como às medidas de exceção que se naturalizaram, e da qual agora também eles são alvo.

Os que foram presos temporariamente, o foram sem a existência de denúncia prévia, sem conhecimento do motivo da prisão, sem o direito de devida defesa, bem como tendo dificuldades em acessar seus advogados e devidos representantes legais. Quanto à condução coercitiva, também se realizou sem que se tivesse anterior intimação para depor, sem que se apresentasse devidamente a denúncia para que houvesse devida tramitação de condução coercitiva, que deveria se limitar a casos de resistência à convocação inicial para depoimento. Essas são algumas das garantias constitucionais a que todo cidadão deveria ter direito.

Nota Pública

A Associação Brasileira Rede Unida vem denunciar a realização de uma operação da Polícia Federal desencadeada na manhã de hoje, dia 09 de dezembro de 2016, em que foram presos temporariamente e alvo de condução coercitiva alguns professores universitários, pesquisadores e servidores vinculados a instituições de ensino de Porto Alegre.

Alguns dos envolvidos são pesquisadores de renome nacional e internacional, que têm uma expressiva contribuição acadêmica e uma longa trajetória de defesa do Sistema Único de Saúde, inclusive com uma histórica contribuição com a Rede Unida e outras entidades da Saúde Coletiva. Também, são pessoas que têm se posicionado fortemente contra o governo golpista que se instalou no nosso país, bem como às medidas de exceção que se naturalizaram, e da qual agora também eles são alvo.

Os que foram presos temporariamente, o foram sem a existência de denúncia prévia, sem conhecimento do motivo da prisão, sem o direito de devida defesa, bem como tendo dificuldades em acessar seus advogados e devidos representantes legais. Quanto à condução coercitiva, também se realizou sem que se tivesse anterior intimação para depor, sem que se apresentasse devidamente a denúncia para que houvesse devida tramitação de condução coercitiva, que deveria se limitar a casos de resistência à convocação inicial para depoimento. Essas são algumas das garantias constitucionais a que todo cidadão deveria ter direito.

Quaisquer pessoas estão sujeitas a prestar contas à justiça, caso tenham realizado atos indevidos, entretanto, deve-lhe ser respeitada a presunção da inocência e a garantia do devido julgamento, com direito a ampla defesa e ao contraditório. Entretanto, a difamação e execração pública têm se tornado regra em medidas jurídico-policialescas que se contrapõem aos princípios basilares da democracia a qual, no Brasil recente, têm se tornado letra morta.

Nossa preocupação é com o esclarecimento de todos os fatos envolvidos com esse caso e, acima de tudo, com a retomada efetiva da democracia em nosso país.

Coordenação Nacional da Associação Brasileira Rede Unida

Aviso!

por Assessoria de Comunicação Rede Unida última modificação 09/12/2016 13:51
A Rede Unida comunica o cancelamento do Encontro Regional Norte, que seria realizado nos dias 12 e 13 de dezembro em Belém. Em breve comunicaremos uma nova data para a realização do evento, assim como também o procedimento para o ressarcimento do valor das inscrições. Contamos com a compreensão de todos.

Editora Rede UNIDA possui 59 livros para download gratuito

por Assessoria de Comunicação Rede Unida última modificação 28/11/2016 11:36
A Editora Rede UNIDA possui uma série de livros, em formato PDF, que podem ser baixados de forma gratuita para computadores, tabletes e smartphones.

Um total de 58 livros estão disponíveis na Biblioteca Digital da Editora. As obras abordam temas sobre saúde, educação, arte popular, cultura, poesia, Amazônia, economia, entre outros temas.

Além de livros, também estão disponíveis as edições atuais e anteriores das Revistas Saúde em Redes e Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia.

A Editora da Associação Brasileira da Rede UNIDA – Editora Rede UNIDA é um órgão suplementar de natureza técnica da Rede UNIDA, criada e em funcionamento desde agosto de 2013.

Com o objetivo de ampliar e estimular as publicações na área da Saúde Coletiva, a Editora procura apoiar o ensino, a pesquisa e a extensão e tem como princípio disponibilizar seus títulos de forma gratuita a todos os interessados na sua Biblioteca Digital.

 

Confira a relação das obras disponíveis na Biblioteca Digital

Micropolítica do Trabalho e o Cuidado em Saúde (11)

Atenção Básica e Educação na Saúde (9)

Cadernos da Saúde Coletiva (8)

Clássicos da Saúde Coletiva (5)

Arte Popular, Cultura e Poesia (4)

Saúde Coletiva e Cooperação Internacional (4)

Branco Vivo (3)

Interlocuções Práticas, Experiências e Pesquisas em Saúde (3)

Saúde & Amazônia (2)

Vivências em Educação na Saúde (3)

Economia da Saúde e Desenvolvimento Econômico (1)

Saúde, Ambiente e Interdisciplinaridade (1)

Outros (5)

Inscrições para o Encontro Regional Norte continuam abertas

por Assessoria de Comunicação Rede Unida última modificação 26/11/2016 17:41
Para se inscrever, é necessário o cadastro no site da Rede Unida e depois o preenchimento da Ficha de Inscrição

Cadastre-se no site da Rede Unida no endereço http://www.redeunida.org.br/congresso2018/regionais/norte/incricao

Após o cadastro, preencha a Ficha de Inscrição. Se você já possui cadastro, entre com o seu Nome de Usuário e a senha. As inscrições também poderão ser feitas no dia do evento.

==============================================================================================

Nos dias 12 e 13 de dezembro de 2016, a cidade de Belém do Pará sediará pela segunda vez o Encontro Regional Norte da Rede Unida. O evento discutirá os mais diversos assuntos como Desmonte do SUS, Interprofissionalidade na formação para a saúde, Escola sem Partido, Direitos Trabalhistas, Violência Obstétrica, Programa Mais Médicos, Saúde Mental, entre outros. Haverá mesas de debate, rodas de conversa e pôsteres divididos em quatro grandes eixos principais:

1. Gestão, Política e Saúde;

2. Trabalho e Saúde;

3. Educação e Saúde,

4. Movimentos Sociais e o SUS.

 

O encontro reunirá na Universidade da Amazônia (Campus Alcindo Cacela) profissionais, gestores, trabalhadores e trabalhadoras da saúde e da educação, além de integrantes de movimentos sociais, artistas, estudantes, comunidade e demais interessados no tema.

As inscrições para participar do encontro terão o valor de R$30 para profissionais e R$15 para estudantes e já estão abertas.

Haverá também inscrições no local evento, porém estarão limitadas ao número de vagas ainda disponíveis, caso todas não sejam supridas pelas inscrições online.

As submissões de trabalhos poderão ser realizadas até o dia 4 de dezembro de 2016 na categoria Pôster.

Nele estarão disponíveis também os critérios de avaliação dos trabalhos. Venha tecer conosco este encontro! A Amazônia te espera!

VER-SUS continua realizando Seminários e Vivências no Brasil

por Assessoria de Comunicação Rede Unida última modificação 18/11/2016 18:13
Projeto de Vivência e Estágio na Realidade do Sistema Único de Saúde (VER-SUS Brasil) acontece em todo território nacional desde julho de 2016

O Projeto de Vivência e Estágios na Realidade do Sistema Único de Saúde (VER-SUS Brasil) está acontecendo em todo território nacional desde julho de 2016 e tem previsão de encerramento em dezembro, proporcionando aos estudantes novas experiências e aprendizados compartilhados.

Em relação a esta edição (2016/2), até o presente momento já participaram de Vivências no Brasil um total de 782 participantes (entre viventes e facilitadores).

No Amazonas, as vivências já ocorreram nos municípios Borba, Itacoatiara, Coari, Urucará, Caapiranga, Urucurituba, Manaus, Presidente Figueiredo, Manacapuru, Manicoré, Caapiranga, Silves e Nova Olinda do Norte. Até o final de 2016, ainda estão previstas as seguintes vivências: Pinheiro/MA, Moreno/PE, Caicó/RN, Maceió/AL e Belém/PA.

Na modalidade Seminário foram ofertadas 1.758 vagas, com a participação de estudantes de graduação e de cursos técnicos, docentes, residentes em saúde, trabalhadores de serviços de saúde e da rede intersetorial, gestores e integrantes de movimentos sociais. Até a finalização desta edição, serão realizados ainda oito seminários nas regiões Sul, Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste.

Desde 2012, a Rede Unida, em parceria com o Ministério da Saúde, CONASS, CONASEMS e UNE, vem executando o Projeto VER-SUS em todo o território nacional. A cada ano, as Vivências e Seminários ocorrem em duas edições para que os participantes possam ter a oportunidade de vivenciar e debater acerca da realidade do SUS, objetivando também estimular a formação de trabalhadores neste âmbito, comprometidos eticamente com os princípios e diretrizes do sistema e que se entendam como atores sociais, agentes políticos, capazes de promover transformações.

Para participar das Vivências do Projeto VER-SUS, basta ser estudante de graduação de todos os cursos, estudante de curso técnico da área da saúde, residentes da área da saúde e integrantes de movimentos sociais. Já os Seminários, destinam-se ao público em geral, desde quem já participou de outras atividades concernentes ao Projeto ou para aqueles que pretendem se aproximar da proposta.

Segundo o coordenador nacional da Rede Unida, Júlio Cesar Schweickardt, o VER-SUS é um projeto que tem potencializado os debates e diálogos entre ensino e serviço, oportunizado aos alunos conhecer o SUS e aos gestores e trabalhadores mostrar que essa é uma política pública que precisa ser defendida e ampliada. “O SUS é fruto de uma grande conquista do povo brasileiro e o VER-SUS tem mobilizado mentes e corações para uma saúde pública e universal”, enfatizou Schweickardt.

 

Para ter mais informações sobre o Projeto, acesse http://versus.otics.org.

Acesse: http://www.otics.org/estacoes-de-observacao/versus/inscricoesversus/cronograma-de-inscricoes-e-vivencias-ver-sus-brasil-1 para visualizar o cronograma das vigências e clique no link: http://www.otics.org/estacoes-de-observacao/versus/inscricoes-seminarios

e tenha acesso as informações dos seminários.

 

 

REDE UNIDA – NOTA DE APOIO ÀS OCUPAÇÕES

por Assessoria de Comunicação Rede Unida última modificação 14/11/2016 14:20
A Associação Brasileira Rede Unida manifesta apoio à maior mobilização estudantil da história do país envolvendo educação básica, técnica e superior. Irradiada em movimentos de ocupação de Escolas, Institutos Federais e Universidades que hoje edificam a resistência à PEC 55/2016, à MP 746/2016 e ao Escola Sem Partido, projetos que solapam a educação pública e o Sistema Único de Saúde (SUS), alicerces fundantes da democracia no Brasil.  

A Associação Brasileira Rede Unida manifesta apoio à maior mobilização estudantil da história do país envolvendo educação básica, técnica e superior. Irradiada em movimentos de ocupação de Escolas, Institutos Federais e Universidades que hoje edificam a resistência à PEC 55/2016, à MP 746/2016 e ao Escola Sem Partido, projetos que solapam a educação pública e o Sistema Único de Saúde (SUS), alicerces fundantes da democracia no Brasil.

A Rede Unida nasceu de um conjunto de lutas que venceram a ditadura e que, em 1988, inscreveram na Constituição Federal a saúde como direito de todos e dever do Estado, efetivação de garantias democráticas e mitigação de desigualdades históricas. Diante de forças políticas interessadas na submissão do direito social aos interesses de mercado Governo Federal e Congresso têm desencadeado ofensivas que golpeiam as poucas vitórias do povo brasileiro construídas durante as últimas décadas. Confiamos no florescimento de instituições de ensino-aprendizagem mais diversas e plurais, espaços de reinvenção das lutas por cidadania, modos de organização socialcoletiva e exercício da amizade no seu sentido mais pleno de respeito, interação e compartilhamento do futuro como possibilidade de vida livre, intensa, criadora e inclusiva. De coletivos organizados, o novo sempre vem. #ocupatudo

 

Fiocruz realiza documentário sobre atenção básica em comunidades ribeirinhas

por Assessoria de Comunicação Rede Unida última modificação 10/11/2016 13:25
Uma série de quatro documentários realizada pela Fiocruz para o programa Atenção à Saúde da UNA-SUS já percorreu Mato Grosso do Sul e Ceará. Equipe fica até esta quinta-feira (10) em Manaus.

A equipe que está produzindo uma série de quatro documentários realizados pela Fiocruz, sobre a realidade dos atendimentos do programa federal de Atenção à Saúde dos Povos dos Campos, das Águas e das Florestas, continua com as filmagens em Manaus. O cotidiano da equipe da Unidade Básica de Saúde da Vila de Nossa Senhora do Livramento (distante 8 km de Manaus pelo rio) foi documentado, assim como o trabalho do cirurgião dentista e sanitarista especializado em saúde coletiva e da família, Elves Guedes.

Elves realiza um trabalho diferenciado na comunidade do Livramento, de aproximadamente 300 famílias, entre indígenas e ribeirinhos, oferecendo além dos cuidados básicos em saúde bucal, um atendimento humanizado e baseado na prevenção de doenças. Desde 2011, Elves e sua equipe desenvolvem um trabalho com a população de atenção à escovação diária, aplicação de flúor e manutenção do kit de escovação. Em 2014, o projeto participou da 4a Mostra Nacional de Atenção Básica e ficou em segundo lugar entre mais de 8 mil inscritos.

Além da saúde bucal e geral, a equipe da UBS do Livramento ainda oferece orientações nutricionais, voltadas ao consumo de alimentação saudável, como frutas regionais, legumes e peixe.

Documentários

As filmagens começaram em Mato Grosso do Sul, seguiram para o Ceará e agora no Amazonas.

Segundo Dinaci Ranzi, coordenadora pedagógica do Curso de Atenção à Saúde dos Povos dos Campos, das Águas e das Florestas, os documentários irão ser exibidos na Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS) para profissionais de saúde.

Mais informações em www.unasus.gov.br

Equipe da Fiocruz RJ inicia documentário no Amazonas

por Assessoria de Comunicação Rede Unida última modificação 10/11/2016 13:42
Em atendimento a Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos dos Campos, das Águas e das Florestas, as filmagens estão sendo realizadas em duas Comunidades localizadas às margens do Rio Negro e conta com o apoio da Fiocruz Amazônia, Rede Unida e da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Uma equipe com seis profissionais da Fiocruz do Rio de Janeiro iniciou nesta segunda-feira (07), a produção de uma série de vídeos sobre a Atenção à Saúde dos Povos dos Campos, das Águas e das Florestas, que irão compor um material didático para a Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS). A equipe, que já percorreu o Pantanal e o Ceará, continua em Manaus até quinta-feira (10).

Em atendimento a Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos dos Campos, das Águas e das Florestas, as filmagens estão sendo realizadas em duas Comunidades localizadas às margens do Rio Negro e conta com o apoio da Fiocruz Amazônia, Rede Unida e da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

As filmagens, que iniciaram ontem na Comunidade Nossa Senhora do Livramento situada à margem esquerda do baixo Rio Negro, no igarapé do Tarumã-Mirim continuam até esta terça-feira (08). Na quarta-feira (09) e quinta-feira (10) será a vez da Comunidade Nossa Senhora de Fátima, localizada na margem esquerda do igarapé Tarumã-Açu, receber a equipe da Fiocruz.

Na Comunidade Nossa Senhora do Livramento, o grupo está registrando o trabalho do cirurgião dentista e sanitarista Dr. Elves Guedes e de sua equipe, que promovem saúde bucal e atenção básica, desde 2011, para 300 famílias da comunidade composta por ribeirinhos e indígenas de várias etnias.

Segundo o cirurgião especialista em saúde coletiva e saúde da família, esse trabalho vem para sensibilizar outros profissionais na forma diferente de atendimento à saúde. “A equipe está acompanhando o meu dia a dia, mostrando que eu descontruí toda uma forma de atendimento e construí um novo a partir da realidade da população local, que é a população ribeirinha”, explicou.

Guedes avalia que o documentário servirá como exemplo e incentivo para tentar sensibilizar outros profissionais na construção de um novo modelo de atendimento à saúde de acordo com a realidade de cada população.

Revista Diversitates abre chamada para submissão de artigos

por Assessoria de Comunicação Rede Unida última modificação 25/10/2016 11:12
A Revista Diversitates convida a comunidade científica nacional e internacional a submeter artigos para o número de dezembro de 2016 (Vol. 08, N. 2). A publicação é semestral, e aceita artigo nos seguintes idiomas: inglês, português, espanhol e francês.

A Revista Diversitates é uma publicação eletrônica, editada pela Universidade Federal Fluminense, interdisciplinar e dirigida para a saúde coletiva e bioética, em suas várias dimensões, em particular no campo das ciências sociais e humanas. Publica artigos sobre diversas temáticas, incluindo biopolítica e biodireito, micropolítica e cuidado em saúde, arte e saúde, justiça social e políticas públicas, educação e formação em saúde e ética animal e ambiental.

As Normas para preparo e submissão de artigos, estão disponíveis na página da Diversitates:

http://diversitates.uff.br/index.php/1diversitates-uff1/about/submissions#onlineSubmissions

Manifesto do fórum da reforma sanitária contra a PEC 241

por Assessoria de Comunicação Rede Unida última modificação 21/10/2016 18:01
O Fórum da Reforma Sanitária repudia veementemente o golpe parlamentar que promoveu o vice-presidente Michel Temer a presidente e a continuidade deste golpe através da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241.

Manifesto do fórum da reforma sanitária contra a PEC 241

O Fórum da Reforma Sanitária repudia veementemente o golpe parlamentar que promoveu o vice-presidente Michel Temer a presidente e a continuidade deste golpe através da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241.

A referida PEC busca implementar a mesma política de austeridade que condenou diversos países desenvolvidos à estagnação econômica, ao desemprego, à elevação da desigualdade e da pobreza e ao desmonte do Estado Social. No caso brasileiro, uma das sociedades mais desiguais do mundo, essa medida tornará letra morta o capítulo da Ordem Social da Constituição Federal de 1988, fruto de luta histórica da sociedade, pois subtrai a base financeira necessária para a assegurar a cidadania implícita em dezenas dos artigos constitucionais.

Especificamente no caso do Sistema Único de Saúde (SUS), a austeridade constitucionaliza o crônico subfinanciamento do SUS por 20 anos (até 2036), ironicamente, num cenário de envelhecimento e mudança no perfil epidemiológico da população, que pressionará o sistema de saúde e o levará ao colapso pela insuficiência de recursos.

Nessa perspectiva, é sintomático que o acordo político entre Executivo e Congresso a respeito da PEC 241, que poderá devolver parcelas importantes da população para a fome e para a miséria, tenha sido celebrado com um jantar oferecido pelo presidente da República aos parlamentares que, em seguida, iriam aprovar esta PEC.

O Fórum da Reforma Sanitária conclama todos os profissionais de saúde e toda a população a se posicionarem contra a PEC 241. Conclama também os deputados e os senadores que deixem de dar as costas à população que os elegeu e defendam as demandas desta população, em oposição ao capital financeiro que procura tomar conta do país apoiado pelas oligarquias políticas tradicionais.

 

19 de Outubro de 2016

FÓRUM DA REFORMA SANITÁRIA

Associação Brasileira da Economia da Saúde – ABRES

Associação  Brasileira de Saúde Bucal Coletiva – ABRASBUCO

Associação Brasileira de Saúde Coletiva – ABRASCO

Associação Brasileira de Saúde Mental – ABRASME

Associação Paulista de Saúde Pública – APSP

Associação Brasileira Rede Unida

Centro Brasileiro de Estudos de Saúde – CEBES

Plataforma Política Social – Plataforma PS

Sociedade Brasileira de Bioética - SSB

registrado em:
ENCONTROS REGIONAIS
Insert Alt Nordeste 1 Nordeste 2 Centro-Oeste Sudeste Sul
Calendário
« Julho 2019 »
Julho
DoSeTeQuQuSeSa
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031