Personal tools

Skip to content. | Skip to navigation

Sections
You are here: Home / Editora Rede Unida / Biblioteca Digital / Série Interlocuções Práticas, Experiências e Pesquisas em Saúde

Série Interlocuções Práticas, Experiências e Pesquisas em Saúde

by Davi Duarte last modified 17/08/2017 15:10
Esta série tem como descrição a coletânea de experiências que congregam saberes específicos os quais dialogam com a saúde, educação, participação e com o cuidado em saúde.

A obra apresenta um conjunto de capítulos que desenvolvem temas relativos às mudanças epistêmicas no campo da educação e controle dos corpos. Traz para o debate um período histórico marcado pela educação dos corpos que resultou em uma importante veículo de massificação e apresenta as mudanças na concepção das  funções do Estado que intervém além do físico dos corpos individuais – a educação física a serviço do biopoder. A obra também discorre sobre as racionalidades que sustentam as práticas corporais e o estilo de vida saudável e seus diferentes desdobramentos - a biopolítica  do século XXI e seus conceitos correlatos. Traz ao debate a ciência contemporânea que fundamenta os saberes do campo biomédico e que definem as possibilidades humanas e a saúde, definindo potencialidades, limites, promessas, “incluindo aquelas de ordem genética/mental/neuronal, indicando os caminhos supostamente corretos e verdadeiros”. As práticas corporais e o Sistema Único de Saúde são apresentados, problematizando a formação do profissional e suas intervenções. Assim como algumas práticas de pesquisa na área aparecem como dispositivos que viabilizam um conhecer que perpassa o corpo, atravessa, constrói outras possibilidades do “olhar” investigativo.

Práticas Corporais no Campo da Saúde: Uma política em formação
Organizadores: Ivan Marcelo Gomes, Alex Branco Fraga e Yara Maria de Carvalho

Este livro nasce de uma parceria antiga na discussão sobre análise de políticas de saúde no Brasil a partir do debate de uma disciplina realizada na Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio da Fiocruz, numa parceria de três professores e instituições – Ruben Mattos (IMS/UERJ), Tatiana Wargas (ENSP/FIOCRUZ) e Gustavo Matta (EPSJV/FIOCRUZ). Algumas das questões propostas em que os autores procuram desenvolver respostas: Por que algumas políticas parecem nunca sair do papel? Por que algumas políticas vingam e outras não? Por que o que se expressa no discurso de governantes e representantes das instituições de governo muitas vezes parece estar tão distante do que é o dia-a-dia da política ou do que se faz no contexto de uma instituição e das práticas em serviço? Nesse sentido e partir dessas e outras questões, os autores demonstram desafios no desenvolvimento dos estudos de análise de política de saúde no Brasil. Dentre os diversos debates existentes, há dois em destaque: um sobre a produção de conhecimento e outro sobre a produção de políticas. São debates de ordens diferentes, visto que o primeiro aprofunda a reflexão sobre a noção de ciência como uma das formas da produção de conhecimento e o segundo nos ajuda a compreender a relação entre a noção de política, poder e Estado. (Trechos adaptados de trechos da própria obra.)

Caminhos para Análise das Políticas de Saúde
Organizadores: Ruben Araujo de Mattos e Tatiana Wargas de Faria Baptista

O livro “Educação Física e Saúde Coletiva: cenários, experiências e artefatos culturais” é fruto do projeto interinstitucional intitulado “Políticas de formação em educação física e saúde coletiva: atividade física/práticas corporais no SUS” aprovado no Edital Pró-Ensino em Saúde da CAPES (Edital n. 24/2010). Este edital teve como objetivo fomentar a constituição e consolidação de linhas de pesquisa em nível de pós-graduação implicadas com a formação de profissionais para o campo da saúde e comprometidas com o Sistema Único de Saúde. Intitulamos a segunda unidade de “Educação Física e saúde: experiências, programas e artefatos culturais” por congregar estudos que “mergulharam” no contexto vivo das práticas. Os autores conversaram e ouviram os sujeitos, sentiram os espaços, analisaram gestos, relataram casos e produziram importantes saberes em diferentes cenários nos quais a intervenção e/ou a relação da Educação Física com a Saúde Coletiva se manifesta. Trecho da apresentação dos organizadores.

Educação Física e Saúde Coletiva: cenários, experiências e artefatos culturais
Organizadores: Felipe Wachs, Ueberson Ribeiro Almeida e Fabiana F. de Freitas Brandão

O livro “Ação Comunitária pela Saúde em Porto Alegre” traz os resultados de uma pesquisa participativa dedicada a um tema pouco estudado: os mecanismos de mobilização popular/participação social. Com a intenção de resgatar, divulgar e compartilhar histórias que possam contribuir para uma melhor compreensão da dinâmica da mobilização popular direcionada às questões de saúde, são apresentados alguns episódios de participação social vividos em Porto Alegre, nas últimas décadas, em diferentes regiões da cidade.
Este livro é fruto de reflexões e inquietações das/os participantes do Curso Intensivo, realizado em Porto Alegre, em 2008, pela Universidade Internacional pela Saúde dos Povos (UISP), uma estratégia de formação e disseminação de conhecimentos do Movimento pela Saúde dos Povos (ou, originalmente em inglês, People’s Health Movement- PHM), rede mundial de pessoas e organizações que estão lutando por uma causa comum: o direito e a equidade em saúde no mundo.
A iniciativa da documentação sistematizada dos casos neste livro se deu com o intuito de construir uma fonte consistente de informações sobre o assunto, que fosse capaz de embasar e fortalecer a importância da ação comunitária em saúde.

Ação Comunitária pela Saúde em Porto Alegre
Organizadores: Camila Giugliani, Cristianne Maria Famer Rocha, Denise Antunes, Eliane Teixeira Flores, Katia Cesa, Patricia Genro Robinson

Este livro surgiu como uma maneira de tornar pública as memórias do curso de Especialização em Atenção Especializada em Saúde da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. O mesmo estrutura-se em três sessões temáticas: Gestão ambiental: biossegurança e resíduos; Gestão de planejamento e modelos de saúde; e Gestão da atenção primária à saúde. Para melhor contextualização do leitor, além de estruturado nestas sessões temáticas, o livro apresenta um capítulo inicial sobre o curso de especialização proposto e um capítulo final em que se mostra uma avaliação final do referido curso. Este livro é indicado para qualquer profissional, estudante e gestor da saúde que queiram ampliar suas leituras sobre experiências no SUS. O livro foi pensado e organizado, acreditando-se que tais experiências e conhecimentos produzidos possam embasar novas práticas assistenciais e de gestão no SUS. Texto dos organizadores, presente na quarta-capa.

REDES DE ATENÇÃO À SAÚDE: Práticas, experiências e propostas na gestão da Saúde Coletiva
Alexandre Favero Bulgarelli, Ângela Maria Antunes Nunes, Cristine Maria Warmiling, Fernando Neves Hugo, Karla Frichembruder, Vania Maria Aita de Lemos

Ao final da leitura dos artigos que compõem este livro, não só aprofundei minha convicção de que a legalização das drogas ilícitas – e, em especial, a da maconha – é o melhor caminho para garantir simultaneamente saúde e segurança pública de qualidade, o respeito às liberdades individuais e os direitos humanos, como também ampliei meu repertório de argumentos em favor desse caminho. O Brasil precisa mudar o paradigma. Hoje o país é um importante corredor do tráfico internacional, as redes de tráfico operam livremente no país, beneficiadas pela corrupção policial. Nas comunidades carentes, as crianças, sem educação e sem perspectiva, veem no tráfico uma forma de mobilidade social. E quem é preso é sempre aquele jovem que atua no varejo, nunca o grande traficante que alimenta a corrupção e a violência e leva o dinheiro para os paraísos fiscais. Ou seja, as políticas atuais jamais surtirão efeito, como hoje não surtem. Se avaliarmos a eficiência dessas políticas em relação ao dinheiro empregado nelas e os danos terríveis que causaram, o erro fica evidente.

Drogas e Direitos Humanos: Reflexões em Tempos de Guerra às Drogas
Organizadores: Marcelo Dalla Vecchia, Telmo Mota Ronzani, Fernando Santana de Paiva, Cassia Beatriz Batista, Pedro Henrique Antunes Costa

Nordeste 1 Nordeste 2 Centro-Oeste Sudeste Sul
Calendário
« Dezembro 2018 »
Dezembro
DoSeTeQuQuSeSa
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031