Personal tools

Skip to content. | Skip to navigation

Sections
You are here: Home / Editora Rede Unida / Biblioteca Digital / Série Saúde Coletiva e Cooperação Internacional

Série Saúde Coletiva e Cooperação Internacional

by Davi Duarte last modified 24/11/2016 17:18
As obras publicadas nesta série procuram desenvolver e trazer ao debate temas ligados aos três eixos da Saúde Coletiva, epidemiologia, ciências sociais em saúde, planejamento e gestão. Os resultados das pesquisas são frutos de convênios internacionais com Programas de Pós-Graduação brasileiros com Centros de Pesquisas e Programas de Pós-Graduação estrangeiros. O objetivo é trazer não só uma análise comparada de sistemas de saúde, mas um verdadeiro dialogo entre os mesmos, fortalecendo e demonstrando, também, o aumento da internacionalização das discussões em Saúde Coletiva e o crescimento da participação dos pesquisadores brasileiros no âmbito internacional. As obras são publicadas não só em português, mas também em espanhol, italiano e inglês, procurando desenvolver edições bilíngues quando possível, para promover o maior alcance possível dos resultados e fortalecer o intercâmbio entre pesquisadores e instituições no campo da saúde coletiva. Não obstante, os originais são submetidos ao Conselho Editorial da Editora Rede UNIDA, acompanhados de pareceres escritos de profissionais de notório saber na área temática de cada publicação, cujo processo de avaliação procura respeitar o sistema de duplo cego, preservando a identidade do autor e do avaliador.

Trata-se do volume inaugural da coleção internacional, fruto de pesquisas epistemológicas entre pesquisadores brasileiros e italianos sobre diferentes aspectos envolvendo dois eixos da Saúde Coletiva: Ciências Sociais e Planejamento e Gestão. As discussões são resultados da cooperação entre renomados centros de pesquisas tanto no Brasil quanto na Itália, que objetivam um repensar sobre a atenção e o cuidado em saúde, fomentada pelos profissionais, que muitas vezes reproduz o modelo  médico hegemônico de forma passiva, deslegitimando ou desvalorizando outros conhecimentos em saúde. Os escritos recolhidos neste livro mostram, de diferentes formas, como profissionais de saúde podem desempenhar esse papel através de um trabalho de normatização de suas práticas, aceitando-as como elas aparecem, sem se perguntarem a fundação e significados dessas práticas e conhecimentos. A pesquisa demonstra um tema transversal e não restrito a um ou outro território, região ou país, que persiste na necessidade de

Volume 1 - Problematizzando Epistemologie In Salute Colettiva Saperi dalla Cooperazione Brasile e Italia

Organizadores: Emerson Elias Merhy, Angelo Stefanini e Ardigò Martino

Trata-se do volume inaugural da coleção internacional, fruto de pesquisas epistemológicas entre pesquisadores brasileiros e italianos sobre diferentes aspectos envolvendo dois eixos da Saúde Coletiva: Ciências Sociais e Planejamento e Gestão. As discussões são resultados da cooperação entre renomados centros de pesquisas tanto no Brasil quanto na Itália, que objetivam um repensar sobre a atenção e o cuidado em saúde, fomentada pelos profissionais, que muitas vezes reproduz o modelo  médico hegemônico de forma passiva, deslegitimando ou desvalorizando outros conhecimentos em saúde. Os escritos recolhidos neste livro mostram, de diferentes formas, como profissionais de saúde podem desempenhar esse papel através de um trabalho de normatização de suas práticas, aceitando-as como elas aparecem, sem se perguntarem a fundação e significados dessas práticas e conhecimentos. A pesquisa demonstra um tema transversal e não restrito a um ou outro território, região ou país, que persiste na necessidade de

Volume 2 - Problematizando Epistemologias na Saúde Coletiva Saberes da Cooperação Brasil e Itália

Organizadores: Emerson Elias Merhy, Angelo Stefanini e Ardigò Martino

Ao longo das últimas décadas o interesse em relação à saúde global cresceu progressivamente, gerando muito debate na arena internacional. Embora não haja produção teórica significativa em saúde global, ainda não chegamos a um consenso sobre este campo de conhecimento compartilhado. (...) Este livro foi criado com o objetivo de proporcionar um espaço de diálogo e treinamento em saúde global, para incentivar os profissionais e estudantes para discutir questões transversais na área da saúde, bem como oferecer novos meios de trabalho aplicáveis ​​na prática diária de cada situação local. Envolvido em uma perspectiva pedagógica que se preocupa em estimular novos encontros e novas experiências esta coleção compõe-se de textos inéditos que objetivam produzir conhecimento e problematizar a mecânica mundial para enfraquecer as forças de resistência. Se constitui como resposta efetiva e consistente ao pensamento constituído pela modernidade à sua insistência no indivíduo e no Estado-nação, vistos como figuras territoriais e com identidade bem definida. Trechos da Introdução da obra escrita pelos organizadores (tradução livre).

Salute Globale in una prospettiva comparata tra Brasile e Italia

Organizadores: Alcindo Antônio Ferla, Angelo Stefanini e Ardigò Martino

Este livro, que é fruto da tese de doutorado do Cristian, defendida junto ao programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional da UFRGS em julho de 2015, tem a intenção de nos forçar a pensar o coletivo na saúde coletiva e resulta de uma multiplicidade de encontros e afetos: encontro com um campo profissional marcado pela gestão na saúde e também pela docência nesta área; encontro com a experiência acadêmica de escrever uma tese; encontro com o Centro de Saúde Internacional da Universidade de Bolonha na Itália. Estes são apenas alguns dos encontros deste plano intensivo de onde resulta o presente trabalho. Muitos outros também se produziram e estão ali compondo a sua textura. Trecho da apresentação de Rosane Azevedo Neves da Silva.

O Coletivo na Saúde

Autor: Cristian Fabiano Guimarães

O livro Prassi in Salute Globale, nascido a partir da cooperação entre universidades e sistemas de saúde no Brasil e na Itália, traz diferentes experiências de investigação, formação e contribuições técnicas. A tentativa é documentar ações de pensamento, estudo e cooperação que não terminam na reflexão teórica nem representam apenas registros de experiências ou ações. Pensamento, estudo e colaboração estão resultados em ações, ou seja, são colocados em atividade: concorrem e provocam intercâmbios; mudança da realidade; estabelecer mecanismos e formular ideias e projetos; mobilizar encontros, discussões, pessoas; expor iniciativas. Criação, inovação, compartilhamento, aprendizagem colaborativa, formando

Prassi In Salute Globale: Azioni Condivise Tra Brasile e Italia

Organizadores: Túlio Batista Franco e Ricardo Burg Ceccim

Nordeste 1 Nordeste 2 Centro-Oeste Sudeste Sul
Calendário
« Junho 2018 »
Junho
DoSeTeQuQuSeSa
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930